Caso isolado de cada dia

Há quase um mês e já caíram no esquecimento de milhares de brasileiros.  Os polícias  não cumprirão nem 1/3 da pena proposta e os casos isolados serão repetidos com sucesso.

12321308_757106564393463_7461891375833385369_n.png
Ilustração: Vini Oliveira Charges

“Tudo que eu quero é justiça. Meu filho não merecia isso. E eu não merecia ver meu filho da forma que eu vi. Não sei como e nem quando vou conseguir superar isso. Não sei quanto tempo isso vai levar. Eu fico me perguntando porque tanta violência e porque temos que viver num país desse tipo. Por isso tanta gente vai embora criar seus filhos e netos. Sinceramente, eu não tenho mais orgulho de fizer que sou brasileira”, desabafou Rosilene Rodrigues, mãe de Wesley

“Nossos filhos vinham do Parque de Madureira e esses policiais não deram chance deles se defenderem. Não tenho nem palavras para falar. Minha mulher está em estado de choque”, afirmou Jorge, pai de Cleiton

“Eles chegaram a levantar os braços para fora e gritaram que eram moradores, mas não teve jeito”, lamentou o taxista Carlos Henrique do Carmo Souza, 34 anos, pai de Carlos Eduardo.

“A gente jovem que mora em comunidade, não pode ter um carro se não é vagabundo. Eu não aguento mais. Que mundo é esse que um menino sai para curtir e são alvejados desse jeito? A gente pede paz, aqui em Costa Barros e no mundo inteiro”, disse um primo de Wilton durante o enterro.

“Ele queria trabalhar, ser um grande homem, pegar o diploma dele. Era um exemplo para a família, queria comprar uma casa para a família. Ia começar o estágio, mas não deu tempo”, contou, emocionada, a tia do jovem, Debora Esteves, de 32 anos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s